IMG-20151130-WA0004

Crise no sistema carcerário: Polícia Civil se recusa a receber preso de Raul Soares por falta de espaço no presídio de Caratinga

30 nov, 2015 • Destaque, Jornal Regional

Um assalto ocorrido neste domingo, 29, na cidade de Raul Soares, causou divergências entre os órgãos de segurança. Depois de prenderem um homem suspeito de roubar um estabelecimento de venda de frangos, os policiais militares levaram a ocorrência para a Delegacia de Caratinga. A equipe chegou até a delegacia por volta das 23 horas deste domingo, mas 12 horas depois a Polícia Civil de Caratinga, ainda não havia recebido a ocorrência. Os militares passaram a noite na delegacia e só puderam descansar dentro da viatura. Por volta das 09:30, uma nova equipe policial de Raul Soares se deslocou para Caratinga com o intuito de substituir os militares. O problema é que a Polícia Civil se recusa a receber o preso, uma vez que o presídio de Caratinga, não possui mais capacidade de abrigar novos detentos. Reginaldo Modesto dos Santos, de 20 anos, é acusado, ao lado de um adolescente de 17 anos, de cometer o assalto em Raul Soares. A dupla foi encontrada no distrito de São Vicente da Estrela, também na mesma cidade. Eles mostraram o local onde as armas foram escondidas. Eles teriam roubado aproximadamente R$ 300,00.

O problema se tornou realidade desde que a cadeia de Raul Soares foi interditada pela justiça. Sem condições de abrigar os presos, o juiz Geraldo Magela Reis Alves proibiu o recebimento de novos detentos no local, em virtude das más condições de conservação do prédio. Alguns foram transferidos para vários presídios do estado, inclusive de Caratinga, mas a situação ainda é precária. A cadeia ainda mantém 35 presos. A nossa equipe procurou a Delegada Regional de Caratinga. Luzinete Maria de Sá, disse que avaliar a situação e que ainda nesta segunda-feira concederá uma coletiva para falar sobre o assunto. Nós procuramos o comando da 62º Batalhão da PM em Caratinga para falar sobre o assunto, mas até o momento ninguém pôde se pronunciar sobre o procedimento policial. Reginaldo Modesto permanece preso na delegacia de Caratinga, aguardando transferência para um presídio estadual ou para uma cadeia da região.

Comentários

Posts Relacionados