4

EM COLETIVA, BISPO DECLARA QUE ESTÁ CONFIANTE DE HOSPITAL CONTORNAR CRISE, MAS AGUARDA PAGAMENTOS DE REPASSES DO ESTADO.

29 ago, 2016 • Destaque, Telejornal

Na tarde desta sexta-feira(26), os administradores do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora concederam uma coletiva para falar sobre mais um capítulo da crise que assola a Unidade de Saúde. Representantes da Diocese de Caratinga, responsável pelo controle do Hospital, falaram sobre o possível fechamento do HNSA.
Dom Emanuel Messias de Oliveira começou falando que a rescisão do convênio partiu da própria Fundação Educacional de Caratinga, por entender que não tinha mais condições de continuar a frente da administração do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.
A dívida do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora passou de R$ 16.226.299,95 para R$ 28.094.131,99, aumentando em quase 12 milhões a déficit. Acompanhado da nova Administradora do Hospital, Suély Pereira de souza, o religioso também informou que diversos estão paralisados, como Raio-X; exames hospitalares; tomografia, além do atraso de pagamentos de médicos e fornecedores. O Bispo da Diocese de Caratinga rebateu informações da FUNEC de que a a instituição de ensino aumentou o número de leitos do Hospital.
O responsável pelo Hospital Nossa Senhora Auxiliadora falou que se o Governo de Minas Gerais não depositar os repasses atrasados de aproximadamente R$ 2.700 milhões à Unidade de Saúde, a única saída será o fechamento total dos atendimentos.

Comentários

Posts Relacionados