20151228_172127

4 homens fazem justiça com as próprias mãos e acorrentam suspeito de furto em loja e equipamentos de som automotivo

29 dez, 2015 • Destaque, Jornal Regional

Um fato inusitado aconteceu em Caratinga na tarde desta segunda-feira (28). Quatro homens foram abordados pela PM de Caratinga em um veículo na BR-116, com um rapaz acorrentado pelos pés. O motivo foi que o rapaz era suspeito de ser um dos ladrões que furtaram a loja pela manhã.

A loja de equipamentos elétricos e de som automotivo havia sido furtada pela manhã. Segundo o dono do estabelecimento, Jonas Jorge da Silva, de 26 anos, a polícia foi até o local, mas não conseguiu encontrar nenhum dos suspeitos. No período da tarde, Jonas foi informado que 3 homens estariam com as mercadorias e se dirigiram sentido ao bairro das Graças em Caratinga. Ele, juntamente com Amauri Ferreira da Silva, de 29 anos, Luciano Fernando da Silva, de 41 anos e João Vitor Gonçalves Martins, de 18 anos, foram até o local, onde encontram Gleisson Marques Roque, de 27 anos, um dos suspeitos de cometer o crime. Gleisson contou aos rapazes que tinha visto outro rapaz esconder a mercadoria próximo a “caixa d’água” que abastece o bairro. No local foram encontrados parte dos materiais furtados, sendo estes, alto-falantes, um som e um módulo automotivo, além de um rolo de fio para instalação elétrica. Ao tentar fugir, devido ao seu porte físico, os homens prenderam os pés de Gleisson com uma corrente e um cadeado, e estariam levando o mesmo para a delegacia, quando foram abordados pela PM.

Segundo o sargento da Polícia Militar de Caratinga, Hélio Sanches, a polícia foi acionada pela população, informando que cinco indivíduos estariam em um carro preto, armados, e estariam procurando um rapaz na intenção de matá-lo. As viaturas do tático móvel e do patrulhamento urbano foram até o local, mas não encontraram o veículo. Ao retornarem, avistaram o carro próximo ao bairro Esplanada, quase em frente ao estabelecimento comercial de Jonas. Ao abordarem os homens, constataram que Gleisson estaria acorrentado. Os rapazes foram autuados pelos policiais da Delegacia de Polícia Civil de Caratinga, por “Exercício Arbitrário das Próprias Razões”.

O sargento pediu à população que não realize este tipo de atitude, pois a mesma é uma infração, sendo cabível de pena. Ele pede que caso haja alguma informação, que a Polícia Militar seja acionada para tomar as devidas providências.

Comentários

Posts Relacionados