9

AJUDANTE DE CAMINHÃO: ALGUNS CARATINGUENSES TÊM VISTO ATIVIDADE COMO SAÍDA PARA DESEMPREGO

11 nov, 2016 • Destaque, Telejornal

 O número de desempregados chega a 13 milhões em todo o Brasil. Em Caratinga, como uma forma de garantir uma renda, um grupo de pessoas ingressou na profissão de ajudante avulso de caminhoneiro, mais conhecido como “chapa”, como saída para o problema.
Manoel Lopes, depois de ser desligado de uma empresa de Caratinga, não teve outro recurso a não ser voltar a exercer o trabalho de ajudante avulso de caminhoneiro, mais conhecido como “chapa”. Este era o antigo trabalho dele antes de ser contratado pela empresa há cerca de 2 anos. Ele disse que encontrar um emprego com carteira assinada na cidade está muito difícil. Como ele precisa deixar as contas em dia, Manoel voltou ao grupo de chapa, onde está há 7 meses. Um outro chapa diz que não é um trabalho fácil. Ele que trabalha como chapa há pouco tempo reforçou que força física e resistência são fundamentais para o trabalho, e claro, honestidade também conta muito. O nome “chapa” surgiu porque antigamente o trabalhador – para oferecer seus serviços aos caminhoneiros que trafegavam nas rodovias, usavam pequenas placas (chapas) de madeira, papelão ou metal com os dizeres: “ajudante”, “descarrego mercadoria” e “carga e descarga”. Até hoje isso ainda existe e a placa mais comum usada tem escrito: “chapa”.Todos os dias é a mesma coisa, os caminhões chegam de diversos pontos do país trazendo mercadorias de toda espécie. Os motoristas estacionam em postos de combustíveis, na entrada e na saída da cidade de Caratinga para utilizar algum serviço, e já sabem onde podem encontrar os chapas, pois eles estão em quatro pontos da cidade, aguardando serviço. O preço é combinado previamente, mas nem sempre os chapas conseguem trabalho, como revelou um motorista.

Comentários

Posts Relacionados