cemig-aumenta-fiscalizacao-sobre-os-consumidores-que-estao-com-contas-em-atraso-00_01_13_18-quadro007

CEMIG AUMENTA FISCALIZAÇÃO SOBRE CONSUMIDORES QUE ESTÃO COM CONTAS EM ATRASO

23 nov, 2016 • Destaque, Telejornal

Por causa do aumento no índice de calotes nas contas de luz, a Cemig vai gastar R$ 50 milhões do orçamento de 2017 para aumentar o controle sobre os consumidores que estão em débito.

A conta de luz vem aumentando e outros gastos também, como reclamaram alguns moradores de Caratinga. Alguns deles dizem que estão com contas atrasadas há cerca de 3 meses e que o último aumento da companhia dificultou ainda mais o pagamento dos atrasados.
O Presidente da Associação dos Moradores do Bairro Dr Eduardo, João Lourenço, disse que a conta da associação, que vinha no valor de R$ 180 agora está em R$ 263, e que ela está em atraso há 3 meses.
São muitos os brasileiros com dificuldades para pagar as altas contas de luz. Considerando todas as faturas em atraso, a Cemig registrou perda de 4,37% sobre a receita no fim de setembro. Para recuperar as perdas e evitar o aumento da inadimplência, a companhia aprovou o orçamento de R$ 50 milhões, que será gasto com várias ações: desde a fiscalização de ligações irregulares, mensagens aos consumidores inadimplentes até negativá-los e, o último recurso, o corte de energia.
Apesar da elevada inadimplência, a empresa apurou aumento de mais de R$ 4 bilhões, 2,3% da receita líquida obtida de julho a setembro, frente ao terceiro trimestre do ano passado.
O lucro subiu 159,9% na mesma base de comparação ao somar R$ 434 milhões.
A concessionária mineira atribuiu uma boa parte do bom resultado do balanço trimestral à estratégia de vender mais energia neste segundo semestre em que os preços aumentaram.

Comentários

Posts Relacionados