bomb

Mudanças e Concurso Público dos Bombeiros Militares MG

6 nov, 2015 • Destaque, Jornal Regional

MATÉRIA 08.Still040

O 6º Pelotão dos Bombeiros Militares de Caratinga que era subordinado ao Batalhão de Governador Valadares será gerenciado por outra corporação.  A Companhia de Ipatinga recebeu status de Independente, e partir de agora comandará as ações dos bombeiros de Caratinga.

O 6º Pelotão dos Bombeiros de Caratinga, assim como as quartéis de Manhuaçu, Coronel Fabriciano, Timóteo, Itabira e o próprio destacamento de Ipatinga, será subordinado à 3ª Companhia Independente dos Bombeiros Militares de Ipatinga.

O Tenente Josimar de Melo Goulart acredita que a mudança pode representar melhorias também para Caratinga. Como o aumento do efetivo e melhorias na infraestrutura e veículos.

CONCURSO

Foi publicado nesta quarta-feira (4), no Diário Oficial do estado a autorização de edital para o concurso para oficial e soldado do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG). Foram autorizadas 30 vagas para o Curso de Formação de Oficiais Bombeiros e outras 500 vagas para combatentes no Curso de Formação de Soldados (CFSD), e mais 30 para especialistas.

Os aprovados terão direito a vencimento, abono fardamento, assistência médico-hospitalar, psicológica e odontológica. Atualmente, um soldado de 2ª Classe recebe salário de R$ 3.506,40 e um cadete do 1º ano, R$ 5.016,89.

Cada candidato pagará R$ 81,96 pela inscrição para o concurso de CFSD. O curso terá início em 29 de março de 2017. As inscrições estão previstas para o período de 4 de janeiro a 26 de fevereiro de 2016.

Exigências
Os candidatos devem atender aos seguintes pré-requisitos, dentre outros:
-ser brasileiro nato, para o cargo de oficial, ou nato ou naturalizado para o cargo de soldado;
– possuir idoneidade moral;
– estar quite com as obrigações eleitorais e militares;
– ter no mínimo 18 anos e no máximo 30 anos de idade na data de inclusão (início do curso);
– altura mínima de 1,60 m (um metro e sessenta centímetros);
– ter aptidão física;
– ser considerado indicado em avaliação psicológica;
– ter sanidade física e mental;
– não ser contraindicado em exame toxicológico;
– não apresentar, quando em uso dos diversos uniformes, tatuagem visível que seja, por seu significado, incompatível com o exercício das atividades de bombeiro militar.

Comentários

Posts Relacionados