12235100_894110690638014_2029914062484411459_n

Animais apreendidos pela Polícia de Meio Ambiente recebem cuidados e abrigo

19 nov, 2015 • Destaque, Jornal Regional, Telejornal

Após a Polícia de Meio Ambiente de Caratinga ter apreendido um caminhão que saiu da Bahia e transportava vários animais da fauna brasileira, 142 jabutis e 1 filhote de papagaio foram levados para o sítio “Joãozinho da Matinha”.

Há 40 anos, João do Nascimento, o “Joãozinho da Matinha”, investe no turismo-ecológico por instinto, “por gosto”. Ele começou a recuperar a mata ciliar no entorno da propriedade (que herdou dos pais), construiu poços, cria aves e recebe animais silvestres vindos de todo o canto, apreendidos pela fiscalização ambiental. O relacionamento estreito (e de amizade) com o comando da Polícia de Meio Ambiente é grande. Nesta terça-feira (17), os animais trazidos para a propriedade, segundo Joãozinho e a filha dele, a bióloga Érica Nascimento, estavam em condições de maus tratos. “Eles estavam amontoados, havia cerca de 20 jabutis em cada um dos 7 sacos que foram trazidos para cá. Apesar de ser uma espécie mais resistente, um, dos cento e quarenta em dois jabutis apreendidos não resistiu, e morreu. Imagine só? Um em cima do outro, fezes, urina, calor intenso e eles nessas condições por cerca de 8h?”, revelou, indignada, a bióloga.
Quando chegaram, os jabutis e o filhote de papagaio estavam a cerca de 8h sem nenhuma alimentação. Na tarde desta quarta-feira (18), quando nossa equipe de reportagem chegou ao local, eles já estavam soltos e espalhados pela propriedade. “Eles foram alimentados e a chuva que caía na hora contribuiu para que eles se refrescassem e se reabilitassem mais rápido.”, contou Joãozinho.
Um filhote de papagaio que também foi deixado no sítio, estava muito debilitado e, segundo a bióloga, assustado. Ele tinha sobre as penas uma espécie de sebo. Com ele tiveram que ter um cuidado especial: “Quando ele chegou aqui, pensei se não fosse resistir. É um milagre ele ter sobrevivido!”
No caminho contrário ao da devastação, dos maus tratos aos animais e da falta de preservação ambiental, Joãozinho da Matinha e a filha preservam, cuidam dos animais e sabem da importância da sustentabilidade.

Comentários

Posts Relacionados