juninho-do-alvaro-40

Ministério Público emite nota e afirma que prefeito de Pocrane vinha intimidando testemunhas: A esposa do prefeito e um empresário também são investigados no caso

4 out, 2017 • Acontece, Destaque, Telejornal

Ministério Público emite nota e afirma que prefeito de Pocrane vinha intimidando testemunhas: A esposa do prefeito e um empresário também são investigados no caso

A equipe de jornalismo da DOCTUM TV, em contato com o Ministério Público de Minas Gerais obteve novas informações sobre o caso do prefeito de Pocrane que foi preso na última segunda-feira. Em nota enviada para o nosso jornal, o Ministério Público esclareceu que a prisão preventiva do prefeito de Pocrane partiu de um pedido da Procuradoria de Justiça de Combate aos Crimes Praticados por Agentes Políticos Municipais e que a prisão do prefeito foi decretada pela 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Além do prefeito Alvaro de Oliveira Pinto Júnior de 39 anos, a esposa dele e um empresário também são investigados em um procedimento que apura possíveis ilícitos contra a Administração Pública (desvio de dinheiro público, fraude em licitação e lavagem de dinheiro).

De acordo com o Ministério Público, o chefe do executivo teria contratado com a Transportadora Brothers Ltda., por meio de licitações fraudadas, serviços de transporte escolar e de locação de veículos, caminhões e máquinas, vindo, posteriormente, a desviar dinheiro público, lesando o erário municipal.

No pedido de prisão preventiva, o MPMG alega que a medida cautelar é necessária por haver indícios de que o prefeito vinha intimidando testemunhas, o que interfere na apuração dos fatos.

Comentários

Posts Relacionados