ø;

Bancários aceitam reajuste acima da inflação oferecido pelos bancos e encerram greve em diveros Estados

27 out, 2015 • Destaque, Jornal Regional

Nesta segunda-feira (27) chegou ao fim da greve das agencias bancárias de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. A paralisação teve início no dia 7 de outubro. Após a oferta de reajuste salarial de 10%, os bancários decidiram pelo fim da greve em quase todos os estados do país. O reajuste de 10% representa ganho real de 0,11% e também é válido para a participação nos lucros e resultados (PLR). Além disso, a proposta dos bancos inclui abono de 72% dos dias em que houve paralisação e aumento de 14% no vale-refeição e no vale-alimentação, que hoje são de 572 reais e 431,16 reais, respectivamente.

Em Minas, a decisão foi tomada em assembleia.  Hoje, o numero de bancários em todo o Brasil é de aproximadamente 500 mil. O reajuste mais recente conseguido pela classe foi em 2014, onde receberam 2,02% acima da inflação.

A paralização teve início no dia 7 de outubro. Os bancários pediam reajuste salarial de 16% com piso de R$ 3.299,66. A Fenaban, Federação Nacional dos Bancos chegou a apresentar uma proposta de reajuste de 5,5%, com piso de R$ 1.321,26 a R$ 2.560,23, mas foi rejeitada pela classe. Após muita discussão e negociação, os termos foram acertados.

 

Comentários

Posts Relacionados