9

POR TRÁS DOS TONS: CARROS DE CORES VIVAS TÊM GANHADO ESPAÇO E SÃO TENDÊNCIAS

7 set, 2016 • Destaque, Telejornal

Produtos diferenciados e personalizados ganham preferência entre os consumidores independente do segmento. No universo automotivo não é diferente e algumas estatísticas comprovam essa realidade: o catálogo de cores das montadoras teve um aumento expressivo. Cores sólidas, metálicas e perolizadas, estrategicamente disponíveis de acordo com a proposta de cada modelo, têm chamado a atenção. Tons mais abertos e vibrantes podem cair no gosto do consumidor.
Passados quase 50 anos, o vermelho volta a conquistar os motoristas. De acordo com dados divulgados pela Associação das Montadoras, veículos dessa cor voltaram a crescer em participação no Brasil. Em 2015, representaram 9% das vendas e quase empatam com o cinza – e devem chegar a 10% até o final deste ano.
A ascensão se deve principalmente aos utilitários. Tons de vermelho estão na terceira posição na preferência dos compradores de SUVs, atrás do branco e do prata.
E se engana quem acha que os carros populares não entram nestas tendências. Em uma concessionária de Caratinga, veículos como uma Ford Ka, da cor Vermelha Arpoador têm se tornado os “queridinhos”. Já nos veículos considerados TOPs está uma caminhonete perolizada na cor Vermelha Toscana.
Atualmente, 76% dos carros novos vendidos no Brasil são brancos, pratas, cinzas ou pretos. A escalada dos carros brancos no Brasil começou em 2012, puxada pelos importados. Até então, a cor era associada a veículos de frotas.
Tons como este azul aurora perolizado prometem cair no gosto do consumidor. Lógico que a preocupação com o valor da revenda influencia na escolha das cores. Mesmo assim, o executivo de vendas Carlos Eduardo dos Santos, acredita que o cliente deve estar satisfeito e escolher o que mais lhe agrada.
Tons mais abertos e vibrantes, como amarelos, também podem chegar com força total em séries especiais e versões esportivas ou comemorativas.

 

Comentários

Posts Relacionados