cachorro 2

Cachorra é resgatada com sinais de violência

10 set, 2013 • Sem categoria

Uma cachorra foi encontrada com graves ferimentos pela Associação Protetora dos Animais de Caratinga. A suspeita é que ela tenha sido agredida e depois abandonada.

O animal foi encontrado nas imediações de um posto de combustíveis, às margens da BR-116, no sentido para a cidade de Santa Rita de Minas. Antes de ser socorrida por uma veterinária, a cadela, que ainda não recebeu um nome, apresentava diversos ferimentos pelo corpo. Algumas testemunhas chegaram a apontar um comerciante como o autor das agressões, mas depois se recusaram a fazer a denuncia. Membros da Aspac fizeram um boletim de ocorrência.

A cachorra foi medicada e está recebendo acompanhamento no abrigo da Instituição. Três vezes ao dia a Presidente da Aspac, Tilene Botelho, faz a troca dos curativos. Algumas pessoas fizeram doações de materiais veterinários. Ela acredita que a cadela esteja recuperada em 15 dias.

Segundo a lei 9.605, de fevereiro de 1998, praticar abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais é crime ambiental. A norma vale tanto para animais silvestres, quanto para os domésticos. A pena prevê detenção de três meses a um ano e ainda pagamento de multa.

Muitos dos animais atendidos no abrigo da associação foram vítimas de acidentes. Algumas pessoas abandonam os cães às margens das rodovias que cortam Caratinga. Tilene ressaltou que atualmente as pessoas estão mais conscientes, mas que ainda há longo caminho a ser percorrido até que todos tenham mais respeito pelos animais.

Comentários

Posts Relacionados