OFF MANIFESTAÇÃO.00_14_14_25.Quadro011

Caratinguenses manifestaram em favor da saúde pública

23 ago, 2017 • Acontece, Destaque, Telejornal

Centenas de caratinguenses estiveram nas ruas da cidade, manifestando em favor da saúde pública. A movimentação aconteceu nesta última terça-feira (23/08), e contou com a participação de membros da Associação Mães de Mãos Dadas – AMMD, membros do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, além de outros munícipes que são usuários do sistema de saúde pública. Munidos de cartazes, faixas e apitos, os manifestantes pediam por saúde.

Mães de crianças especiais que necessitam de atendimento no centro de reabilitação do CASU, destacaram qual a importância deste atendimento aos seus filhos. Essas mães fazem parte da AMMD de Caratinga. ‘’Manifesto por essas crianças com necessidades especiais, porque eles estão tirando o direito delas de terem um tratamento digno.’’ Afirma Maria de Lurdes, Presidente da Associação.

Nesta última sexta-feira, 18 de agosto a Prefeitura de Caratinga decretou estado de calamidade no âmbito da saúde. Mas garantiu que os atendimentos de urgência e emergência não seriam suspensos. Toda essa situação está ligada ao rompimento da parceria da prefeitura com o Centro de Assistência à Saúde UNEC, conhecido como CASU, instituição está que atendia a todas as demandas de saúde do município.

Foi esclarecido pelo Procurador da Funec, Thales Rezende Coelho, que o motivo é a falta de repasse de verbas por parte da prefeitura, que gerou uma a dívida de exatos 3 milhões e 300 mil reais. A dívida foi negada pelo Secretário de Saúde do Município. Diante da situação, a população caratinguense se sente desamparada. ‘’É lamentável ver a situação em que se encontra Caratinga. Eu preciso de atendimento médico, fazia academia e fisioterapia.’’ Afirma o caratinguense João de Oliveira.

Em nota enviada à imprensa na manhã desta quarta-feira (23/08), a prefeitura de Caratinga esclareceu que considera a manifestação um ato natural e democrático. E que solidariza com os moradores e compartilha do mesmo sentimento de preocupação com a saúde pública, que há anos requer maior investimento de todas as esferas públicas. Em razão disso, a Prefeitura de Caratinga decretou estado de calamidade, requerendo do Governo do Estado repasses para conseguir concluir as obras da UPA 24horas. A Prefeitura aproveita para informar à sociedade de Caratinga que está buscando recursos para colocar a Unidade de Pronto Atendimento ainda na primeira quinzena de setembro.

OFF MANIFESTAÇÃO.00_05_53_12.Quadro002 OFF MANIFESTAÇÃO.00_07_37_04.Quadro004 OFF MANIFESTAÇÃO.00_12_36_22.Quadro010 OFF MANIFESTAÇÃO.00_15_42_19.Quadro013 OFF MANIFESTAÇÃO.00_19_31_14.Quadro015 OFF MANIFESTAÇÃO.00_22_41_22.Quadro017

Comentários

Posts Relacionados