13939542_1040936475955434_7275283036095577343_n

7ª FASE DA OPERAÇÃO MAR DE LAMA ACONTECE NESTA MANHÃ EM GOVERNADOR VALADARES

10 ago, 2016 • Destaque, Telejornal

A 7ª fase da Operação Mar de Lama foi deflagrada na manhã de hoje em Governador Valadares. Nove mandados judiciais, todos em GV serão cumpridos, sendo 04 mandados de prisão preventiva, 03 mandados de busca e apreensão e 02 ordens de afastamento de funções públicas.

A sétima fase investiga seis dispensas de licitação, duas delas com recursos federais e as demais com recursos do município, mas todas feitas dentro do mesmo contexto de fraudes que deu origem à Operação.

Consideradas apenas as seis dispensas citadas, foi constatado um superfaturamento mínimo de R$ 711.655,01, nas quais houve claro direcionamento das obras para as empresas “parceiras” e montagem de procedimentos administrativos para dar aparência de legalidade a algo absolutamente ilegal.

De acordo com as provas obtidas, logo após a prefeitura liberar o pagamento das faturas das empresas envolvidas, os empresários sacam parcelas do dinheiro, que variam entre 5% e 10%, e as entregam aos agentes públicos, como uma espécie de “pedágio”, “contrapartida” ou “custo político”. Evidenciou-se que, mesmo não estando mais no cargo de secretário municipal de obras, um dos presos, atualmente ocupando outro cargo na administração pública municipal, continuava a receber vantagens indevidas pagas por empresários envolvidos e beneficiados pelas fraudes investigadas.

Uma coletiva de imprensa acontecerá hoje pela manhã na Delegacia de Polícia Federal de Governador Valadares.

6ª FASE
Na 6ª fase da Operação realizada em julho, 32 ordens judiciais foram cumpridas, destacando-se três mandados de prisão temporária, doze mandados de busca e apreensão, quatro mandados de proibição de se ausentar de Governador Valadares e seis ordens de bloqueio de ativos financeiros.

Segundo as investigações, foram realizados procedimentos licitatórios fraudulentos para aquisição e distribuição de alimentação escolar custeada com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Funcionários da Prefeitura Municipal de Governador Valadares teriam fraudado as licitações em favor de determinadas empresas.

*Fonte: POLÍCIA FEDERAL

Comentários

Posts Relacionados