foto_02

Vigilância sanitária de Caratinga apreende 300 kg de produtos vencidos em supermercado

9 ago, 2013 • Destaque, Saúde

foto_01Durante uma operação da Vigilância Sanitária foram apreendidos 300 kg de produtos vencidos em um supermercado de Caratinga. A maior parte da apreensão desta quinta-feira, 8, foi realizada em uma rede de supermercados da Avenida Moacir de Mattos. A operação pente fino da vigilância sanitária encontrou produtos em exposição para os clientes e estocados no deposito do estabelecimento comercial. A denúncia foi feita por um consumidor. “A vigilância recebe diversas denuncias de consumidores e geralmente a gente sempre atende essas denuncias nos determinados estabelecimentos. Mas a ação ela já vem acontecendo em outros estabelecimentos da cidade também”, confirmou Erick Gonçalves, Superintendente de Vigilância em Saúde.

Além do supermercado, outros estabelecimentos foram notificados e multados. Foram apreendidos produtos de origem animal, sendo a maior parte em carnes e derivados do leite. A vigilância sanitária também encontrou macarrão, grãos, remédios e produtos de higiene pessoal. Produtos vencidos há um, dois meses e até com o prazo de validade encerrado há mais de dois anos. Alguns alimentos não estavam vencidos, mas a forma de armazenamento e conservação não era a adequada. Erick Gonçalves lembrou que os consumidores devem observar atentamente a cor dos alimentos. “tem produtos que exigem o congelamento. Geralmente na embalagem do produto tem falado a temperatura que ele deve estar. A gente  também deve olhar também a cor daquele produto, a conservação dele em si mesmo. Então, além da validade olhar se ele está conservado da maneira correta” concluiu Gonçalves.

Somente neste ano, mais de três mil quilos de produtos foram apreendidos. O material será descartado no aterro sanitário da cidade. Os fiscais também encontraram garrafas de leite sem indicação de procedência.

Segundo o Diretor da Vigilância Sanitária de Caratinga, Ediorgenes Corrêa, o produto não tinha especificação de origem e estava dentro de garrafas pet. “A gente não sabe a origem dele, como que foi ordenhado, como que foi armazenado esse leite e o recipiente de onde é a origem dele” afirmou o Ediorgenes.

Comentários

Posts Relacionados