5

Polícia Civil pede prisão preventiva para acusados da execução do jornalista Rodrigo Neto

19 ago, 2013 • Destaque

Polícia Civil de Belo Horizonte anexou, no fórum de Ipatinga, o pedido de prisão preventiva para acusados da execução do jornalista Rodrigo Neto.

O prazo das prisões temporárias dos dois homens apontados, pela polícia civil de Belo Horizonte, como supostos assassinos do jornalista Rodrigo Neto vence na sexta-feira, dia 16.

Pitote e Lúcio

Foi pedido ontem, pelo delegado Emerson de Morais, a prisão preventiva dos acusados: Alessandro Augusto Neves, o “Pitote” e o policial civil Lício Lírio Leal.  Os dois suspeitos foram presos em junho de forma cautelar, por 30 dias. A prisão temporária, que venceria em meados de julho, foi prorrogada por mais 30 dias e os dois permanecem presos. Lúcio está detido na casa de custódia do policial civil, em belo horizonte, já Alessandro foi encaminhado à penitenciária Nelson Hungria, em Contagem.

5

Rodrigo Neto foi morto no dia 8 de março desse ano, na avenida José Selim de Sales, no bairro Canaã, em Ipatinga. segundo as investigações do departamento de homicídios e proteção à pessoa, Lúcio e Alessandro participaram ativamente da execução de Rodrigo Neto.

Pitote, inclusive, seria o homem que puxou o gatilho cinco vezes contra o jornalista. De acordo com o inquérito, ele estaria de carona em uma motocicleta.

Comentários

Posts Relacionados