unnamed (1)

AGENTES PENITENCIÁRIOS DECIDEM ENTRAR EM ESTADO DE GREVE POR 30 DIAS

14 jun, 2016 • Destaque, Telejornal

Em Assembleia realizada ontem, o SINDASP-MG – Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária de Minas Gerais decidiram por entrar em ESTADO DE GREVE POR 30 DIAS para avaliar a conduta do governo e o cumprimento de todos os compromissos firmados. Segundo a Assessoria de Comunicação do SINDASP-MG, todos os serviços funcionarão normalmente durante este período, mas a categoria estará atenta às ações do Governo que, caso não cumpra o acordado, poderá desencadear novamente o movimento grevista.

Uma nova assembleia já ficou pré agendada para o dia 13 de julho, às 18h, onde será feita uma avaliação do andamento do acordo com a categoria e decidir os rumos do movimento.

Na Assembleia também foi apresentado o resultado das negociações com o Governo, que fez novas propostas e reforçou as anteriores:

1 – Lei Orgânica e aposentadoria especial: até a próxima sexta-feira (17/06), será publicada a resolução que cria o GT que irá discutir a Lei Orgânica exclusiva da carreira de Agente de Segurança Penitenciária. A partir de então, o Grupo tem um prazo de até 90 dias para finalização dos estudos;

2 – Carga Horária: a carga horária passara por um estudo técnico que, no prazo de 24 horas, deverá ser apresentado estipulando um limite máximo de 14 plantões/mês, com folgas compensativas. A publicação da nova resolução deverá ser feita até o próximo dia 24/06, entrando em vigor no dia 01/07;

3 – Concurso 2013: a homologação será realizada provavelmente em novembro/2016 e, em seguida, o Governo poderá realizar um cronograma de nomeação e posse;

4 – Tecaf: o Governo dará continuidade ao Treinamento, porém o formato será discutido com SINDASP-MG quanto ao número de tiros e uso de armamentos de alto poder de fogo;

5 – Carteiras funcionais: serão TODAS entregues em um prazo de 90 dias. O mesmo prazo será aplicado para a mudança do material das carteiras para papel moeda;

6 – Parcelamento e escalonamento de salários: será discutido com todas as categorias e, no momento, não será possível mudar esta forma de pagamento;

7 – Reposição salarial: mesma situação do item anterior;

8 – Abono Fardamento: será efetuado na folha de junho e creditado em julho.

Comentários

Posts Relacionados