Secretaria de Saúde de Caratinga tem nova liderança

14 jun, 2013 • Destaque, Política, Saúde, Telejornal

Após acumular os cargos de Chefe do Executivo e Secretário de Saúde de Caratinga, o Prefeito Municipal Marco Antônio Junqueira repassou a direção do setor da saúde à Enfermeira Sueli de Oliveira Amorim. Em coletiva à imprensa, a nova Secretária Municipal de Saúde destacou os principais desafios que devem ser enfrentados, as prioridades e as metas a serem cumpridas.

Com experiência na área da saúde pública, Sueli já foi Enfermeira da Família, trabalhou na coordenação da Unidade de Saúde da Mulher, da Zona Rural e Policlínica Municipal e foi também Superintendente Operacional de Saúde. Antes mesmo de ser nomeada como Secretária de Saúde, Sueli já acompanhava de perto a gestão dessa pasta. Na oportunidade, ela apresentou pontos que requerem atenção especial: “Nós sabemos que a saúde tem várias prioridades. A maior delas é melhorar o acesso de nossa população à saúde e capacitar os nossos profissionais para que eles sejam mais resolutivos.”

Segundo a nova secretária os maiores desafios têm sido encontrar documentos, reestruturar, manter ou fazer novos convênios, e o mais importante de todos: restabelecer a credibilidade da saúde no município.

Sueli deixou claro que a atual administração não encontrou nenhum histórico, planos de trabalho da Secretária de Saúde dos anos anteriores e que contas dessa gestão ainda estão sendo prestadas. O que tem a ver com uma polêmica envolvendo a retirada de medicamentos das unidades do Programa de Saúde da Família. “Quando nós assumimos a Superintendência, nos deparamos com um número enorme de multas do Conselho Regional de Farmácia. Para entregar um medicamento a presença de um farmacêutico é necessária. O município não tem condições de manter um desses profissionais em cada unidade (são 24 unidades). Daí, a decisão foi: fazer a retirada. Nós conseguimos uma resolução, inclusive do ano passado (2012) que dispensa a presença do farmacêutico em unidades com menos de 50 leitos. Quer dizer: nossas unidades encaixam. Então nós estamos retornando com os medicamentos. Todos os PSFs têm essa resolução, só que o problema não foi, de fato, resolvido. E quando a fiscalização voltar – e multar – nós entraremos na justiça!”, ponderou a nova Secretária.

Estreitar laços com os governos Federal e Estadual além de propostas de campanha do Prefeito de Caratinga Marco Antônio Junqueira, é, de acordo com a nova secretária, a garantia de novos recursos e investimentos: “Esse laço tem que existir. O município não sobrevive sozinho.”

Há alguns anos a Unidade de Pronto Atendimento – UPA – e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU – são cobrados pela população que, ao que tudo indica, será contemplada, como ratificou a empossada: “A UPA é um projeto da gestão passada. Ela deve ser inaugurada em 9 meses e, assim como o SAMU, atenderá a microrregião.”

Para casos como o do senhor de 78 anos que sofreu uma queda de altura, ficou à espera de socorro e faleceu, um serviço especial será implantado. “Fomos vilmente criticados há algumas semanas atrás. Nós sabemos de nossa responsabilidade. Por isso, vamos, à partir do mês de junho, instituir  o Serviço de Atendimento de Urgência e Emergência Domiciliar. Ele ficará locado no Pronto Atendimento Municipal e quando houver alguma intercorrência dentro do domicílio de Caratinga – nós não atenderemos às vias, BRs – as pessoas acionarão essa equipe que se deslocará para prestar o melhor atendimento possível, fazendo o transporte até o PAM.”

Comentários

Posts Relacionados