30709393_1633868776662198_1783263076905123840_n

Família tem casa interditada pela Defesa Civil de Caratinga

20 abr, 2018 • Acontece, Destaque, Telejornal

Clariana Pereira da Silva de 36 anos, mora com a mãe em uma residência localizada na Rua Jornalista Leonel Fontoura, no bairro Limoeiro em Caratinga. Mas foi aconselhada pela Defesa Civil a deixar a casa. Segundo ela, o motivo está relacionado a um barranco que desabou parcialmente, e a uma obra irregular ao lado da residência.

A moradora conta que chegou a alertar o vizinho sobre o risco da construção naquela localidade. Com a chuva o pior aconteceu, e agora Clariana e a mãe estão morando em apenas um cômodo da residência que não apresenta riscos.

A princípio elas estavam hospedadas na casa de amigos, mas precisaram voltar para a casa interditada e não possuem condições de pagar aluguel. Ela chegou a relatar que foi proposto por parte da Defesa Civil um valor de R$ 250,00 para ajudar no aluguel, mas acredita que uma boa casa ultrapassa o valor.

Clariana espera que o problema com a construção irregular seja solucionado, para que a vida possa voltar ao normal.

30706375_1633868766662199_7494635652831510528_n 30741784_1633868673328875_6181915320131780608_n 30742899_1633868653328877_9007639587673079808_n 30743928_1633868663328876_7758454096297721856_n

Resposta da Prefeitura
A Prefeitura de Caratinga comunica em nota que a equipe da Defesa Civil notificou a família que mora ao lado da casa que desmoronou para que deixe o local, uma vez que há risco para as pessoas que vivem ali.

A assistente social esteve com os moradores e propôs o aluguel social ( benefício assistencial temporário destinado a atender necessidades advindas da remoção de famílias que moram em área de risco, desabrigadas em razão de vulnerabilidade temporária, calamidade pública ou em razão de Obras de Plano de Aceleração do Crescimento).

Informamos ainda que os moradores afirmaram que estão ficando na residência durante o dia e indo para outro local para passar a noite.A moradora Clariana assinou o parecer do Departamento de Defesa Civil no qual consta os seguintes dizeres:

“Conforme engenheiro foi verificado risco iminente de queda do imóvel 542. O imóvel número 552 deve ser evacuado até que sejam tomadas as devidas providências no imóvel vizinho.”.

A Prefeitura informa que o “Aluguel Social” de fato não se destina ao aluguel de uma “boa casa” (conforme palavras utilizadas pela moradora). O objetivo é dar suporte para que seja locada uma casa provisória na qual ela possa ter segurança prezando pela vida.

Quanto aos próximos passos, cabe ao proprietário da casa que desabou tomar as medidas orientadas pela Defesa Civil.

Comentários

Posts Relacionados