13072707_975268259188923_2816284941505041932_o

BRASIL REGISTRA 153 MORTES LIGADAS À GRIPE H1N1. ESPECIALISTA ESCLARECE DÚVIDAS RELAÇÃO A ESSA DOENÇA

22 abr, 2016 • Destaque, Sem categoria

A gripe H1N1 consiste em uma doença causada por uma mutação do vírus da gripe. Também conhecida como gripe Influenza tipo A ou gripe suína, ela se tornou conhecida quando afetou grande parte da população mundial entre 2009 e 2010.Até o dia 9 de abril, o Ministério da Saúde já tinha registrado 153 mortes por H1N1 em todo o país. Mais da metade das mortes por H1N1 do país ocorreram em São Paulo.
Ao todo, foram 1.012 casos de complicações por H1N1 no país.

Os sintomas da gripe H1N1 são bem parecidos com os da gripe comum e a transmissão também ocorre da mesma forma. O problema da gripe H1N1 é que ela pode levar a complicações de saúde muito graves, podendo levar os pacientes até mesmo à morte.
A transmissão ocorre da mesma forma que a gripe comum, ou seja, por meio de secreções respiratórias, como gotículas de saliva, tosse ou espirro, principalmente. Após ser infectada pelo vírus, uma pessoa pode demorar de um a quatro dias para começar a apresentar os sintomas da doença. Da mesma forma, pode demorar de um a sete dias para ser capaz de transmiti-lo a outras pessoas.
Os sinais e sintomas da gripe H1N1 são muito parecidos com os da gripe comum, mas podem ser um pouco mais graves e costumam incluir algumas complicações também. A insuficiência respiratória é um sintoma frequente da gripe H1N1 que não é devidamente tratada.
A pneumologista Dra Maria José Ligeiro chama a atenção para a automedicação que é um costume bem comum da maioria dos brasileiros.

Comentários

Posts Relacionados